Instituto de Psicanálise Romualdo Romanowski

O Instituto de Psicanálise é o órgão do Grupo de Estudos Psicanalíticos de Santa Catarina (GEP-SC) encarregado de conduzir a formação em Psicanálise, nos parâmetros estabelecidos pela International Psychoanalytical Association – IPA, da qual o GEP-SC é membro desde junho de 2019.

Romualdo Romanowski

Em 28 de março de 2020, decidimos batizar o nosso Instituto de Psicanálise de Romualdo Romanowski, em homenagem a um dos nossos grandes mestres, falecido em janeiro desse ano. Romualdo – assim como muitos outros psicanalistas da Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre – esteve presente por mais de três décadas em nossas atividades de estudos, seminários, jornadas e supervisões. Tornou-se um amigo e sempre foi um grande estimulador do nosso desenvolvimento, para que pudéssemos nos tornar um grupo formador de psicanalistas em Santa Catarina.

A formação psicanalítica envolve longo processo estruturado em três eixos básicos: 1) análise didática dos postulantes à psicanalista; 2) estudos teóricos e clínicos organizados no formato de seminários e 3) supervisões oficiais. Esses três eixos somados à vivência institucional objetivam a construção de uma rede de conhecimentos e identificações que gerem sustentação ao método psicanalítico com profundidade, consistência, postura e ética.

O Instituto de Psicanálise Romualdo Romanowski é constituído de uma diretoria, da Comissão de Ensino e do Corpo Discente; suas atribuições, funções e diretrizes são regulamentadas pelo Regimento Interno, sujeito a reflexões contínuas e eventuais modificações, sempre à consideração da Comissão de Ensino.

A formação psicanalítica no IPRR é oferecida a médicos e psicólogos regularmente inscritos nos seus respectivos Conselhos Regionais e com experiência mínima de um ano de atividade clínica. O processo seletivo para ingresso inclui análise de currículo e entrevistas individuais. O pretendente selecionado deverá iniciar sua análise pessoal – análise didática – com um dos membros do Corpo Docente do Instituto qualificado para essa função, com frequência de quatro sessões semanais de 50 minutos cada.  Aos postulantes não residentes da Grande Florianópolis existe a possibilidade de realizar análise didática “condensada” em dois dias da semana. Somente após um ano de análise didática é possível iniciar os seminários teóricos e clínicos, que ocorrem ao longo de quatro anos.

O início dos seminários está previsto para o primeiro semestre de 2022.

X